CINEMA, MÚSICA, PINTURA

Este Blog é produzido e dirigido por:



Denison Souza, arte-educador, escritor free lancer;

meu trabalho já foi publicado no Jornal do Recôncavo e Correio da Bahia

quinta-feira, 17 de maio de 2012

100 CDs de música erudita para iniciantes, segundo o Classics Today France

Não concordo com a lista do site Classics Today France dos 100 Cds essenciais para um iniciante da boa música erudita. A lista presente no endereço http://www.classicstodayfrance.com/features/0401-100_cd.asp Comete falhas lamentáveis. 1) Não concordo com algumas peças de determinados compositores, por exemplo, Liszt; eles indicam Concertos para piano (Philips) e a Sinfonia Fausto (Deutsche Grammophon). Eu já acho que, para um iniciante, seria mais econômico e teria uma visão mais ampla da linguagem de Liszt comprar um Cd duplo da Philips que saiu com seus concertos e três poemas sinfônicos (como conhecer Liszt sem ouvir seus poemas sinfônicos?) no primeiro Cd e obras para piano solo no segundo Cd. Outro exemplo bizarro é Mozart...concertos para flauta de Mozart? Esses não estão entre as obras mais importantes do mestre. Eles colocaram estes concertos porque foram compostos para tocar na oportunidade da visita de Mozart a Paris. Amadeus compôs para agradar os franceses, uma vez que a flauta é um instrumento querido pelos franceses. Eu colocaria seus Quintetos (Philips) que são muito superiores. Aliás, faltou o Quinteto para Clarineta de Mozart gravado pela Harmonia Mundi, selo francês; eles perderam uma boa oportunidade. Outra coisa: não tem nenhuma missa de Haydn? Haydn merecia mais espaço. A quarta sinfonia de Bruckner gravada pela Filarmônica de Berlim/Karajan pela EMI não era prá ficar de fora de jeito nenhum. Epa!!! Schumann tem na lista um concerto e uma obra para piano solo. Só isso? Como um iniciante saberá quem é Schumann, mesmo basicamente, sem ouvir canções do mestre das canções? Schubert foi bem representado quanto a isso. Mas, Schumann merecia Dichterliebe cantado por Werner Gura e Jan Schultsz no piano, pela Harmonia Mundi, selo francês. Há outras falhas gritantes: Tchaikovsky sem balé, Mendelssohn sem a sua célebre música para Casamento e sem o concerto para violino...para quê o iniciante precisa conhecer Biber? Conhecer Dowland? Duruflé? Colocaram Fauré e Cezar Franck demais...enfim, lamentável. Eu faria melhor. 2) Não concordo também com certas gravadoras ou intérpretes...por exemplo, Quatro Estações de Vivaldi por Carmignola (Sony)? A melhor gravação das Quatro é da Deutsche Grammophon por Paul Kuentz. Nunca ouvi melhor interpretação. Chopin sem Evgeny Kissin ao piano? Eu prefiro Pollini nas interpretações das sonatas para piano de Beethoven do que o escolhido pelos franceses: Moravec (é prá puxar a sardinha pro lado dos franceses?). Pollini é impecável, assim como Glenn Gould. Por sinal, por que as Variações Goldberg de Bach não poderiam ser as de Glenn Gould? Escolheram Perahia para a missão. Ravel foi discriminado. E é francês... um Cd apenas com suas obras orquestrais. Eu preferiria a Série PANORAMA duplo da DG com obras orquestrais e piano solo de Ravel, para o iniciante, coitado, ter uma noção mais ampla do mestre feiticeiro dos sons. Indicaria a mesma série PANORAMA para Mussorgsky. Enfim, lamentável. Eu faria melhor. 3) Tirando essas coisas que comentei, eles fizeram uma bela lista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário